| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Correio Deselegante
Desde: 23/11/2018      Publicadas: 6      Atualização: 23/11/2018

Capa |  Clipping


 Clipping

  23/11/2018
  0 comentário(s)


Declaração polêmica

A fala de um parlamentar durante uma reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores de Palmas tem causado polêmica. O grupo estava votando a criação da Semana de Combate à Violência e Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes, mas de repente um dos microfones do plenário vazou a seguinte fala: "eu sou é a favor da pedofilia".

A fala é do vereador Lúcio Campelo (PR). Durante entrevista à TV Anhanguera ele comentou o que disse na sessão. "Eu quis antecipar meu voto e fiz a fala errada. Assumo que fiz a fala errada. Quero pedir minhas escusas à sociedade palmense porque isso não é do meu caráter e do meu comportamento [...] De fato, houve uma fala equivocada. Se tiver preço a gente tem que assumir e pagar", afirmou.

Nenhum dos parlamentares que estavam na reunião se manifestou sobre o que foi dito. Participavam da sessão os vereadores Diogo Fernandes (PSD), Tiago Andrino (PSB), Major Negreiros (PSB), que estavam na mesa diretora, e Lúcio Campelo (PR). O vereador Rogério Freitas (MDB) também faz parte da comissão, mas não aparece no vídeo.

A Câmara de Vereadores de Palmas disse que é contra qualquer abuso infantil e que abomina tal prática, estando a disposição da sociedade para elaboração de mecanismos que possam proteger a infância.

Apesar da fala do vereador que afirma ser favorável à pedofilia, o projeto que institui a Semana de Combate à Violência e Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes foi aprovado por unanimidade.

Original: G1




  Mais notícias da seção citação no caderno Clipping



Capa |  Clipping
Busca em

  
6 Notícias